Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \30\UTC 2011

pode acabar

tenho pensado em listas:
melhores, piores
livros, filmes, músicas,
sentimentos,
o ano estranho que eu não sei definir.
tantos planos
nos olhos
mirando segunda-feira,
dois mil e doze.
e um otimismo
que me avermelha as bochechas.

Read Full Post »

Read Full Post »

cumpleaños

hoje: vinte e sete anos
todos eles achando que a pisada era firme
peito estufado
cagando de medo.

Read Full Post »

peguei o último trem do metrô, a estação ficou escura, minha cabeça não para, não durmo há três dias, preciso tomar banho. de óculos os olhos ardem menos e posso ver embaçado quando a água do miojo ferve. é sempre bom pensar que ao enxergar borrado passo pro cérebro a mensagem da imperfeição. somos a prepotência do não erro. fico ansiosa pela notícia que não chega. lembra o que o cartomante disse? queria ser um filme que um poeta seria incapaz de fazer. todas as pessoas são ansiosas e não conseguem ser suficientes? antes eu não tinha interrogações entre as linhas. se eu pudesse desligar por alguns segundos, se eu pudesse esquecer, se eu pudesse desacelerar e andar como se não soubesse pra onde, se eu pudesse, eu entraria numa piscina de bolinhas e passaria o dia contando as brancas. tenho olhos que se encantam com a quantidade de cor. tenho dedos que se encantam com o cinza. tenho tempo.

Read Full Post »

por que é tão difícil? enquanto eu descia sempre pensando no aperto da volta, olhava a lua lá de baixo, olhos dentro de capacetes, a nuca respirando, costas enchendo d`água. e a lua me acompanhando. tenho sempre algo que me diz: vai! e eu vejo música, canto, ouço poesia, falo palavras ritmadas dentro da cabeça, vou.

Read Full Post »

continuo olhando a ansiedade no espelho então me antecipo para comemorar um ano do presente que me encheu de brilho os olhos no ano passado. não sei que dia foi. sei que foi antes, uma semana, talvez, dia dez, talvez, trezentos e sessenta e cinco dias completos: comemoremos.

ela que me deu duas das coisas essenciais na vida:
uma bunda
a liberdade.

(agora tinha que vir a foto, uma bicicleta linda, toda preta, minha!, do nosso tamanho) 

Read Full Post »

eu só queria uma notícia boa
dessas que reanimam
aceleram o coração
bombeiam o sangue
avermelham e deixam o rosto vibrante
enchem de brilho a bolinha do olho

Read Full Post »